O que você precisa saber sobre Andragogia

A área de Treinamento e Desenvolvimento nas empresas vem passando por grandes mudanças, principalmente em virtude da transformação digital e novos meios de compartilhar o conhecimento.

Porém acelerar a curva de aprendizagem dos colaboradores não é apenas uma questão de utilizar as últimas tecnologias ou ainda fazer uso de robustas plataformas de Learning Management Systems (LMS).

O sucesso do aperfeiçoamento contínuo nas empresas passa primeiro pela estruturação da experiência de aprendizagem, ou seja, a construção do treinamento em si. E é neste contexto que a andragogia possui um papel fundamental.

O que é a andragogia?

Se a pedagogia representa os fundamentos da educação para as crianças, a andragogia está relacionada com a instrução de adultos. Ainda que ambas possuam como foco a transferência de conhecimento, a diferença principal está no papel do aprendiz neste processo.

Malcolm S. Knowles, considerado o pai da andragogia, estabeleceu 6 pilares fundamentais:

1. Propósito

Adultos precisam saber por que precisam aprender algo.

2. Autonomia

Adultos são responsáveis por suas decisões, portanto querem ser vistos como capazes de autodirigir seus estudos.

3. Experiências

As experiências dos adultos são a base do aprendizado. Dessa forma, conectar a aprendizagem com essas vivências é fundamental.

4. Prontidão para aprender

Quando a ocasião demanda conhecimentos que estão diretamente relacionados com os desafios de seu dia a dia, o adulto estará disposto a aprender. Timing é fundamental.

5. Aplicação da aprendizagem

A possibilidade de aplicar os novos conceitos é muito relevante para o adulto. Esse princípio aborda o conceito de utilidade do conteúdo.

6. Motivação

Adultos são motivados principalmente por questões intrínsecas, aspectos internos tais como satisfação, auto realização e estima. Estímulos externos, como notas ou avaliações, não são tão eficazes.

Reflexão sobre o propósito da aprendizagem

Andragogia e a Educação Corporativa

Infelizmente, muitas empresas ainda falham em compreender que o ensino para adultos possui características e desafios diferentes.

Essas empresas ainda se baseiam na pedagogia ao desenhar seus programas de desenvolvimento. Colocam o conteúdo como o centro das atenções. O instrutor atua como um verdadeiro professor, visto como o único detentor do conhecimento. Inclusive em certos momentos demonstrando uma certa superioridade ao desconsiderar a vivência dos participantes.

Outra evidência da falta de andragogia é quando o treinamento está voltado principalmente aos conteúdos e não aos problemas enfrentados pelo participante em seu dia a dia. Ou seja, muita ênfase na teoria e pouca prática!

Explicar a teoria, mas não conseguir mostrar como essa mesma teoria pode ajudar o participante a lidar com seus desafios profissionais é o mesmo que frequentar as aulas em uma auto escola mas nunca dirigir um carro.

Conclusão

Um treinamento andragógico é aquele que constantemente constrói pontes do conteúdo com a prática cotidiana dos participantes. Estes, por sua vez, entendem o porquê estão participando de um treinamento ao fazer paralelos com suas experiências e os momentos que estão vivendo nas suas respectivas áreas de trabalho. Conheça nosso treinamento de Gestão de Projetos baseado nos princípios da andragogia.

Entendem quais ganhos poderão ser obtidos ao absorver o conteúdo e vêm o instrutor como um facilitador, um moderador do conhecimento, que permite que diferentes perspectivas venham à tona enriquecendo assim as discussões, que não são apenas teóricas, mas principalmente de natureza prática.

O foco não está mais no ensino, e sim na aprendizagem.

Share this post

Share on linkedin
Share on email